domingo, 15 de março de 2009

a borboleta...

a
b
o
r
b
o
l
e
t
a





leve e delicada
de asas transparentes
a colorir o meu dia
a perturbar minha mente

circula entre folhas e flores
errante em seu destino
como se estivesse a bailar
nos sonhos de um menino

vai, desaparece e volta
suavemente, em minha mão vem pousar
parte outra vez não sei para onde
como poesia a voar...



Um comentário:

Carlos Augusto disse...

Saudades de você, Marta.

Um abraço!